Sindicato dos Trabalhadores representa a entidade em Brasília na luta pelos direitos.

Por / 7 meses atrás / Geral, Parobé, Política / Nenhum Comentário

O governo fez as contas, percebeu que não teria votos no plenário do Senado para aprovar a reforma trabalhista e, em comum acordo com a oposição, a pauta teve sua apresentação adiada por uma semana. Agora, o novo ‘dia D’ da reforma trabalhista é 6 de junho, mesma data em que o TSE começará a julgar a cassação da chapa Dilma-Temer.
Antes da decisão de adiamento, o relator Ricardo Ferraço enfrentou muita oposição em sua estratégia de tentar aprovar a reforma, no Senado, tal qual foi aprovada na Câmara, deixando vetos a serem feitos pelo presidente Michel Temer.

5eea08e7-4be3-4c5d-a823-b5c7a244da48
bdb463a8-0894-4126-834c-de115dc3a416 a994453f-37c4-4c0a-83bc-7028c3c06492 547c9a67-7501-4936-a7ae-9b6af50f768d 074a11f5-dd0c-4b3c-9afb-f6b0ce612bfb

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados. *