Perícia constata presença de sedativo no corpo de Bernardo

Por / 4 anos atrás / Polícia / Nenhum Comentário

Laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP) aponta a presença do sedativo Midazolam no corpo do menino Bernardo. A informação foi divulgada pela delegada responsável pelas investigações Caroline Bamberg Machado, em Três Passos.

A substância é usada para indução e manutenção de anestesia. A polícia suspeita que essa medicação tenha sido aplicada antes da injeção letal. Bernardo foi encontrado morto no interior de Frederico Westphalen em 14 de abril.

Entenda o caso

Bernando Uglione Boldrini foi encontrado morto no dia 14 de abril, após dez dias desaparecido. O corpo do jovem estava em um matagal, enterrado dentro de um saco, na localidade de Linha São Francisco, em Frederico Westphalen. O menino morava com o pai, a madrasta e uma meia-irmã, de 1 ano, no município de Três Passos.

O pai chegou a afirmar que o garoto havia retornado com a madrasta de uma viagem a Frederico Westphalen, no dia 4, quando teria dito que passaria o final de semana na casa de um amigo. Bernardo deveria voltar no final da tarde do dia 6, o que não ocorreu.

Após dez dias de investigações, foram presos o pai, a madrasta e uma amiga dela. A suspeita é de que o menino tenha sido morto com uma injeção letal. Em entrevista coletiva, a delegada Virgínia Bamberg Machado, responsável pelo caso, afirmou não ter dúvidas do envolvimento dos três na morte de Bernardo.

 

Fonte

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados. *