Gilda Kirsch está inelegível

Por / 4 anos atrás / Política / Nenhum Comentário

Gilda Kirsch

Gilda Maria Kirsch foi denunciada quando era vereadora do município. Segundo o processo, ela teria exigido vantagem indevida, consistente em aproximadamente R$ 1.800,00, de duas das funcionárias, por ocasião de suas exonerações. O processo também diz que Gilda estava se prevalecendo do cargo de vereadora para que uma das funcionárias descontasse em seu pagamento valores referentes a compra de roupas para Gilda e sua família.

O terceiro fato apresentado no processo diz que Gilda, quando vereadora, também teria contratado uma funcionária fantasma, causando prejuízo ao erário público.

Contudo, por ela ser ré primária teve sua pena revertida para prestação de serviços comunitários. Desta forma, a ex-prefeita se enquadra na lei de ficha limpa, onde condenados em órgão colegiado da Justiça por ato doloso de improbidade administrativa, com lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito, ficam inelegíveis.

 

Fonte: Jornal Integração

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados. *